Please reload

Posts Recentes

Desemprego no Brasil bate recorde e atinge 13,1 milhões de pessoas

October 1, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Reparo em adutora rompida deve ser concluído nesta segunda

February 6, 2017

A chuva deu uma trégua neste domingo (5) e as equipes que trabalham nas obras de recuperação da adutora rompida na última quarta-feira (1º) chegaram ao fim da tarde com tudo preparado para a conclusão dos serviços. Perto das 17h, se São Pedro continuasse a colaborar com clima sem chuva, a previsão do diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (ETA) de Sorocaba, Ronald Pereira da Silva, foi de que a adutora será colocada em carga (isto é, começará a receber água) na madrugada desta segunda-feira (6).

 

Os trabalhos, nesta noite, seguem com a soldagem de duas partes da treliça de 35 metros de extensão e nove toneladas de peso. Finalizada esta etapa, a peça será levantada pelo guindaste e colocada no alinhamento do vão da adutora rompida. A sequência dessa operação complexa será a soldagem das duas extremidades do novo tubo, juntamente com a treliça, quando então o trabalho estará concluído. Será neste momento então que o registro da adutora será reaberto na represa do Clemente, localizada a 1,5 quilômetro de Itupararanga, de onde partem as adutoras. 

 

Essa operação de reabertura do registro deve ser executada gradativamente, para a expulsão do ar de dentro da tubulação por meio das descargas existentes ao longo do trecho de 14 quilômetros da adutora, pois do contrário pode ocorrer  danos à tubulação. Depois de iniciada essa operação de abertura do registro e das descargas para a eliminação de ar de dentro da adutora, a estimativa é de que a água bruta comece a chegar à ETA Cerrado depois de seis horas, quando então terá início o tratamento da água e a distribuição para a cidade como um todo. Por conta desse processo é que a previsão da Prefeitura de que o abastecimento de água estará normalizado na terça-feira (7). E normalizar, nesse caso, significa água nas torneiras das casas.

 

Da terça-feira passada, dia em que Sorocaba foi alvo de um temporal, até sábado, choveu todos os dias e o cronograma inicial atrasou. A previsão inicial do prefeito José Crespo (DEM) era de que a normalização do abastecimento ocorreria nesta segunda (5). “As condições do tempo estão indo muito bem, por enquanto, as operações estão seguras. Às vezes é melhor demorar um pouco mais, mas que saia (o serviço) seguro”, disse Ronald Pereira. E ele identificou a maior dificuldade: “O mais difícil de tudo foi o acesso.”

O caminho que leva ao local do acidente com a adutora tem extensão de 800 metros no meio do mato. O solo úmido, com presença de lama na maior parte do trecho, dificulta a movimentação de carretas, guindastes e outras máquinas, como retroescavadeiras e escavadeiras. O chão foi estabilizado com o uso de pedras e máquinas.

 

Guindaste de 110 toneladas

 

Um dos aspectos de maior cuidado de toda a obra foi a estabilização do solo, próximo ao local da adutora, para suportar o guindaste de peso estimado em 110 toneladas usado na operação. Esse guindaste já estava às 17h na área preparada para os trabalhos. A tubulação também estava lá: são dois tubos de aço de 12 metros cada, numa extensão total de 24 metros e 9 toneladas. O equipamento é acompanhado de outras duas peças de apoio: uma treliça metálica e o pilar de metal que sustentarão o tubo.

 

Nesse momento, a previsão do Saae era de que demorariam pelo menos mais quatro a cinco horas para o guindaste transportar a adutora até o local necessário para a ligação e conclusão das obras. Entre os serviços necessários, seria preciso soldar os dois tubos para a composição de uma única peça. Pelo menos 50 pessoas acompanhavam os serviços no fim da tarde, entre diretores e operários do Saae, da empreiteira Engecall e jornalistas.

 

Abastecimento com rodízio

 

A adutora que passa por conserto tem 800 milímetros de diâmetro e é a maior das quatro tubulações que transportam água da represa de Itupararanga até a ETA do Cerrado. Com ela fora de operação, são 1.400 litros por segundo que deixam de chegar à ETA do Cerrado, o que equivale a dois terços do total de 2.100 recebidos pela unidade de tratamento. 

 

Por causa disso, Sorocaba está sendo abastecida na forma de rodízio, desde quarta-feira, e toda a cidade tem sido atingida pela falta dágua. Caminhões-pipa têm auxiliado no abastecimento à população nas escolas municipais, com água captada na represa do Éden. 
 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Sindicato da Alimentação de Sorocaba​


Tel: (15) 3339-9250------
E-mail: sindicato@sindalimento.com.br
Endereço​​​​​​: Rua Piauí, 105 - Centro
Sorocaba - SP 18035-580

Filiado a

Subsede Tatuí


Tel: (15) 3259-6055
Endereço​​​​​​: Rua Aureliano de Camargo, 35
 - Centro - Tatuí - SP 18271-130

Siga-nos

  • Facebook Social Icon
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Sindalimento

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now