Please reload

Posts Recentes

MP 936 retira direitos trabalhistas e não poupa nem as gestantes

May 20, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Aposentadoria por tempo aumenta 22% na região

February 20, 2017

 

A concessão de aposentadorias por tempo de contribuição aumentou 22,43% na região de Sorocaba em 2016. Essa modalidade de benefício deve deixar de existir com a reforma da Previdência. Para especialistas, os trabalhadores que já preenchem os requisitos estão correndo atrás desse tipo de aposentadoria, antes das mudanças entrarem em vigor. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que será votada neste ano, determina 65 anos como idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres.

De acordo com os dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em 2015 foram concedidas na região 5.452 aposentadorias por tempo de contribuição. Enquanto em 2016, foram viabilizadas 6.675 aposentadorias desse tipo. Os dados são referentes à Gerência Executiva de Sorocaba, que abrange as unidades de Itapetininga, Itapeva, Itu, Salto, São Roque, Sorocaba, Tatuí, Votorantim, Boituva, Capão Bonito, Apiaí, Guapiara, Itararé, Porto Feliz, São Miguel Arcanjo, Cabreúva, Pilar do Sul e Salto de Pirapora.

O INSS diz que não relaciona esses dados com o anúncio da reforma da Previdência. Já especialistas da área sentem nos escritórios o impacto da corrida pela aposentadoria, com o aumento do número de clientes. "As pessoas que já conseguiram atingir os requisitos necessários para hoje têm feito esse pedido e nos procurado para tirar dúvidas, fazer a contagem de tempo de contribuição e verificar a documentação", conta a professora e advogada especialista em Previdência, Renata Maldonado.

Preocupação

O temor dos trabalhadores, segundo a advogada, é que com a reforma da Previdência aumente muito o tempo para conquistarem o direito à aposentadoria. Inclusive, algumas pessoas continuariam trabalhando, mas já pedem o benefício, por medo de que será mais difícil obtê-lo no futuro.

O motorista Luciano José da Silva, 51 anos, ficou preocupado com as possíveis mudanças na Previdência. Ele já tem 30 anos e 9 meses de contribuição e diante da reforma decidiu entrar com o pedido de aposentadoria. Antes, consultou o sindicato da categoria que passou algumas orientações. "Pensei em já entrar com o pedido antes que mude a lei", conta. O motorista acredita que as mudanças são injustas e que já trabalhou o bastante. "Já está na hora de parar e deixar para os novos. Quero descansar e passear com minha esposa", relata.

A advogada ressalta que há a expectativa de que a reforma inclua uma regra de transição para aqueles que estão próximos da aposentadoria -- o chamado "pedágio". "Esperamos que seja criada uma forma da pessoa que já tem um certo tempo percorra apenas mais um pequeno caminho para se aposentar", explica. Já para os que ingressaram recentemente no mercado de trabalho, a previsão é de sentir mais acentuadamente os efeitos da reforma.

Vale a pena?

A vantagem de ingressar com o pedido de aposentadoria por tempo de contribuição neste momento depende das perspectivas de cada trabalhador, segundo Renata. Para aqueles que não têm expectativa de um aumento de renda, por estarem em profissões estáveis ou que terão dificuldade em conquistar uma colocação melhor no mercado de trabalho, talvez seja interessante estudar essa possibilidade. Enquanto aqueles que acumulam cargos, e ainda têm a possibilidade de mobilidade, podem aguardar para ter uma aposentadoria de valor maior.

Com o fim da discussão da desaposentação, a escolha deve ser feita com cuidado, visto que não será possível se aposentar, continuar trabalhando e depois pedir revisão do valor do benefício, orienta a advogada.


Perda do emprego leva à busca pelo benefício no INSS

O número das aposentadorias, de todos os tipos, também apresentou aumento na região. Em 2015, foram 14.554 aposentadorias e, em 2016, 16.984. Ou seja, um aumento de 16%. A queda nos níveis de emprego seria um dos motivos, além da reforma da Previdência, afirma a advogada Renata Maldonado. "Com o aumento do desemprego, as pessoas que já tinham tempo de contribuição passaram a fazer o requerimento", observa Renata.

Ela ressalta a importância de planejar a aposentadoria. Contribuições privadas seriam uma boa adição, mas seria preciso analisar as condições de cada fundo de investimento. Ela destaca que os trabalhadores informais devem estar atentos à contribuição, especialmente ao pagamento em dia. Os autônomos até podem pagar os atrasados de uma vez, mas esse período não entrará na contagem de tempo, apenas no cálculo do valor do benefício.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags