Please reload

Posts Recentes

Desemprego no Brasil bate recorde e atinge 13,1 milhões de pessoas

October 1, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Vereadores ouvem queixas sobre ônibus em terminal em Sorocaba

March 8, 2017

 

Uma ação promovida pela Mesa Diretora e pelas Comissões de Transporte e de Acessibilidade da Câmara de Sorocaba fez no início da noite de ontem um "arrastão" no terminal de ônibus Santo Antônio, o mais movimentado da cidade. Os passageiros aproveitaram a presença dos vereadores para reclamar do aumento da tarifa de ônibus, dos atrasos e diminuição de ônibus em várias linhas, da superlotação nas viagens e da exposição à chuva nas filas em vários pontos do terminal.

Os vereadores que participaram do "arrastão" (apuração das reclamações em contatos com os passageiros) foram o presidente da Câmara, Rodrigo Manga (DEM), Fausto Peres (Podemos), Vitão do Cachorrão (PMDB) e Péricles Régis (PMDB). Manga explicou que a iniciativa foi tomada a exemplo do que a Câmara já fez nas áreas da merenda escolar e da saúde e ações como essas vão ocorrer em outras áreas, como no atendimento de dependência química.

Atrasos e lotação

Os vereadores disseram que receberam "denúncias" de que novos horários dos ônibus prejudicaram os passageiros, que os ônibus andam superlotados e as reclamações são de que "a tarifa (de R$ 4,10 no passe social) é uma das mais caras do Brasil". Segundo Vitão, nos bairros os horários eram de meia em meia hora e passaram a ser de uma em uma hora. Isso aconteceu nos bairros Nova Esperança, Jardim Rodrigo, Vila Helena, Ipanema Vile, Vila Angélica, Paineiras e Vitória Régia.

Vitão afirmou que os ônibus saem lotados dos bairros e retornam lotados com partidas do terminal Santo Antônio. Como exemplo, Péricles disse que, no Parque São Bento, fiscais da Urbes, em virtude da lotação, orientam passageiros a embarcar pela porta traseira e passageiros acabam ocupando os degraus das portas, o que não pode ocorrer durante o deslocamento dos veículos. Nessas horas, há dificuldades para fechar as portas dos ônibus.

Na análise de Péricles, por conta desses problemas o transporte coletivo "não oferece o que o usuário gostaria de ter". "Que a população está descontente, está, isso precisa ser revisto", declarou Manga. Vitão também informou ter conhecido um casal de cadeirantes que passa por dificuldades nas viagens. Disse que, como há vaga para um único cadeirante, o casal, quando se desloca, tem que se dividir em dois ônibus: primeiro vai a mulher, depois o homem. O problema é que homem tem que esperar o próximo ônibus, que só passa uma hora depois.

Áreas sem cobertura do terminal expõem as filas de passageiros à umidade nos dias de chuva. Exemplos das filas com essa carência são as linhas do Nova Esperança, Trujillo, Angélica, Jardim Botucatu. Quando chove, a auxiliar de limpeza Sara Aparecida Moreira da Silva, de 45 anos, na linha do Nova Esperança, descreveu: "Tomamos chuva, abrimos a sombrinha." Eram 19h21 e o seu ônibus não tinha chegado ainda. "Só Deus sabe", ela disse, referindo-se ao horário.

Sobre a superlotação, Sara afirmou: "De manhã, se a gente não pega o ônibus no ponto final, a gente vem em pé. De manhã espremido, à noite espremido." A auxiliar de limpeza Isabela Aparecida da Silva, de 20 anos, que estava na mesma fila, confirmou a descrição de Sara.

O segurança Francisco Jesus Popst, de 60 anos, reclamou do horário na linha do bairro Mineirão: "Antigamente os ônibus eram de 10 em 10 minutos, hoje fico meia hora no ponto." E também protestou: "O Crespo (prefeito José Crespo) prometeu tanta coisa pra nós e não está fazendo nada." Ele usa a carteirinha de idoso e por isso tem o benefício de não pagar a tarifa, mas também reclamou do valor, segundo ele, "pensando nos outros passageiros".

"A gente paga super caro e não tem ônibus, tem que dar um jeito nisso", criticou a empregada doméstica Aparecida Libório da Cruz, de 54 anos, na fila do Ipanema Vile. Outra passageira da mesma fila disse que essa linha tinha ônibus de 20 em 20 minutos. "Agora está de 40 em 40 minutos", ela reclamou.

Sem explicações

Informada sobre essas reclamações no "arrastão" dos vereadores, a Secretaria de Comunicação e Eventos da Prefeitura se limitou a responder: "Os questionamentos serão respondidos pela Secretaria de Mobilidade e Acessibilidade, responsável pela Urbes - Trânsito e Transportes, quando formulados em relatório pelos vereadores." 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Sindicato da Alimentação de Sorocaba​


Tel: (15) 3339-9250------
E-mail: sindicato@sindalimento.com.br
Endereço​​​​​​: Rua Piauí, 105 - Centro
Sorocaba - SP 18035-580

Filiado a

Subsede Tatuí


Tel: (15) 3259-6055
Endereço​​​​​​: Rua Aureliano de Camargo, 35
 - Centro - Tatuí - SP 18271-130

Siga-nos

  • Facebook Social Icon
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Sindalimento

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now