Please reload

Posts Recentes

Frigoríficos aumentam propagação de covid-19 no interior do país

June 25, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Sorocaba fica sem transporte coletivo nesta sexta-feira

April 28, 2017

 

 Os terminais de Sorocaba e Votorantim estão fechados e ônibus não circulam - Erick Pinheiro

 

 

Sorocaba amanheceu sem transporte coletivo nesta sexta-feira, em função da greve convocada por oito centrais sindicais -- CUT, UGT, CTB, Força Sindical, CSB, NCST, Conlutas e CGTB --, o ato é contra os projetos de reforma trabalhista, Previdência e terceirizações, propostos pelo governo federal e em tramitação no Congresso Nacional. 


Segundo o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, 100% dos trabalhadores irão aderir ao ato.  A Urbes -- Trânsito e Transportes chegou a ajuizar uma ação junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) pedindo que fosse mantida 70% da frota de ônibus da cidade em operação. Mas nesta quinta-feira (27) à noite, a Prefeitura informou que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) não concedeu a liminar para garantir os ônibus na rua. Mesmo assim, a municipalidade interpôs recurso contra a decisão, mas até o final da noitede ontem  não havia obtido resposta. O sindicato informou que os transportes voltados para atendimento específico de saúde irão funcionar normalmente.  


Segundo a Força Sindical, desde às 23h de ontem  o sindicato percorreu as principais empresas de ônibus urbanas e fretadas da cidade.  
  
Nos terminais de ônibus de Sorocaba e Votorantim o movimento pela manhã é tranquilo, já que os locais estão fechados e nenhum ônibus circula desde as primeiras horas de hoje. Algumas pessoas aguardam na frente dos terminais por caronas ou ônibus fretados, mas a passagem desses veículos também é incerta, já que os motoristas também aderiram à paralisação.                         
  
É o caso da operadora de atendimento Ana Lúcia de Souza, que trabalha em Itu. "A empresa falou pra gente esperar aí o fretado ia passar, mas já está atrasado". Para chegar até a frente do terminal São Paulo, ela teve que recorrer à carona de um amigo. "Não estou muito informada sobre as reformas, mas acredito que a greve não é a melhor opção pois prejudica o próprio trabalhador." 
  
Já o operador de telemarketing Douglas Pereira da Silva, que esperava ô ônibus fretado da empresa próximo ao bairro Votocel, em Votorantim, as reformas vão prejudicar os trabalhadores, mas as pessoas ficam numa posição complicada com a greve. "Eu apoio a paralisação, por que tudo isso que está acontecendo vai destruir nossos direitos, mas não vou deixar de trabalhar pois não posso correr o risco de ficar sem emprego", diz. Normalmente, ele usa o transporte coletivo até o terminal, onde embarca no fretado. 
  
Algumas pessoas também não sabiam que a paralisação ocorreria nesta sexta. "Eu ouvi que ia ter greve, na não sabia que era hoje", contou o aposentado Aguinaldo Pedroso. Ele esperava o transporte coletivo em Votorantim para ir até o INSS, mas acabou voltando para a casa ao saber que os ônibus estavam parados.

 

Fonte: Cruzeiro do Sul

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags