Please reload

Posts Recentes

MP 936 retira direitos trabalhistas e não poupa nem as gestantes

May 20, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Alimentos da cesta básica recuam 2,8% em fevereiro em Sorocaba

March 16, 2018

 

O valor do conjunto de itens que compõem a cesta básica sorocabana teve uma queda de 6,68%, comparativamente ao mesmo mês do ano anterior. Segundo estudo da equipe do Laboratório de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade de Sorocaba (LCSA-Uniso), o custo final ao consumidor ficou R$ 39,44 mais barato em um ano. 

Quando comparado a janeiro de 2018, o preço da cesta apresentou queda de 2,87%, passando de R$ 566,92 para R$ 550,63, uma redução de R$ 16,28. O resultado reflete a terceira maior queda registrada para o mês de fevereiro desde 1995. 

Os 2,87% de redução entre janeiro e fevereiro contrariou a inflação medida pelo IPCA-15, que apresentou elevação de 0,38%. Isso indica que os itens de consumo básico que compõem a cesta básica ficaram mais baratos, ao passo que os bens e serviços em geral se tornaram mais caros. No acumulado do ano, a cesta básica sorocabana também apresenta queda (-2,28%), período em que o IPCA-15 registrou alta de 0,77%. 

Os grupos de bens da cesta básica sorocabana tiveram, em fevereiro, as seguintes variações de preço em relação ao mês anterior: alimentação (-3,59%); limpeza (0,54%) e higiene pessoal (1,12%). 

Os produtos que mais contribuíram para a queda foram carne de boi de 1ª, frango, batata, alho e linguiça fresca. Dos 34 itens pesquisados, 24 apresentaram queda no preço. O alho teve a maior redução: 25,32%. Custava R$ 2,30 (200g) em fevereiro ante R$ 3,08 em janeiro. Entre 2016 e 2017, o preço do produto se manteve em patamar muito elevado, incentivando assim muitos produtores a ampliarem a sua produção, de acordo com o relatório da pesquisa. Este ano há uma super oferta. Junto com a importação do alho chinês e argentino, o preço caiu significativamente. 


A batata aparece em segundo lugar, com queda de 15,07%. O preço era de R$ 2,31 o quilo em fevereiro, para R$ 3,08 em janeiro. A batata subiu 14,31% de dezembro para janeiro e, agora, recua fortemente. Contudo, na comparação com fevereiro de 2017, ainda está 20% mais cara.

 

O biscoito de água e sal (200g) também está entre os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços em fevereiro, de 8,48%, para R$ 2,05. Com isso, o item já apresenta uma queda acumulada de 16% em 2018.

 

Outro produto que também teve redução no preço foi o frango. Em janeiro, o preço médio era de R$ 5,53 o quilo. Passou para R$ 5,14 em fevereiro, uma queda de 7,05%. O preço do frango apresenta a sua quarta queda consecutiva, atingindo assim um valor inferior ao registrado no mesmo mês do ano passado, quando era cotado a R$ 5,79.

 

O principal motivo para essas reduções de preços sucessivas é a "conjugação de menor demanda e uma oferta mais ampla, o que promove um arrefecimento de seu preço", de acordo com o relatório da pesquisa da cesta básica sorocabana.

 

Por outro lado, os produtos que tiveram as maiores altas de preços na cidade em fevereiro está a cebola (13,25%), para R$ 2,65 o quilo. O aumento é relacionado ao período de fim de safra em grandes regiões produtoras do País, além da concentração de chuva na área de plantio.

 

O feijão também apresentou alta, de 3,54%. Era vendido a R$ 3,80 o quilo em fevereiro ante R$ 3,67 em janeiro. Apesar do aumento, o feijão está 29% mais barato que no mesmo período de 2018, quando foi cotado a R$ 5,32. Sete itens variam mais de 100%

 

A pesquisa Olhômetro de Preços, também da Uniso e divulgada esta semana, mostra que sete produtos tiveram mais de 100% de diferença entre um supermercado e outro. O alho, que na pesquisa da cesta básica de fevereiro apresentou a maior queda de preço, oscilou 340%, de R$ 0,68 para R$ 2,99 a cada 100 gramas. O menor valor estava no Walmart.

 

A batata aparece como segundo item de maior diferença, de R$ 0,98 a R$ 2,99 o quilo (205%) -- menor preço no Paulistão. Em seguida vem o frango resfriado (1 kg), de R$ 4,39 a R$ 12,59 (187%), custando menos no Santo. A alface crespa (maço) oscilou de R$ 0,97 a R$ 2,69 (177%), com menor valor no Walmart. A carne suína (costela/1 kg) custava de R$ 8,90 a R$ 18,89 (112%) -- menos no Paulistão. Outros dois itens são cebola (108%) e sabonete 90 gramas (101%).

 

Os preços foram coletados na segunda e terça-feira, em cinco supermercados e hipermercados de Sorocaba. A pesquisa completa pode ser consultada no link www.uniso.br/laboratorios/labcsa/.

 

 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags