Please reload

Posts Recentes

Desemprego no Brasil bate recorde e atinge 13,1 milhões de pessoas

October 1, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Alimentos da cesta básica recuam 2,8% em fevereiro em Sorocaba

March 16, 2018

 

O valor do conjunto de itens que compõem a cesta básica sorocabana teve uma queda de 6,68%, comparativamente ao mesmo mês do ano anterior. Segundo estudo da equipe do Laboratório de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade de Sorocaba (LCSA-Uniso), o custo final ao consumidor ficou R$ 39,44 mais barato em um ano. 

Quando comparado a janeiro de 2018, o preço da cesta apresentou queda de 2,87%, passando de R$ 566,92 para R$ 550,63, uma redução de R$ 16,28. O resultado reflete a terceira maior queda registrada para o mês de fevereiro desde 1995. 

Os 2,87% de redução entre janeiro e fevereiro contrariou a inflação medida pelo IPCA-15, que apresentou elevação de 0,38%. Isso indica que os itens de consumo básico que compõem a cesta básica ficaram mais baratos, ao passo que os bens e serviços em geral se tornaram mais caros. No acumulado do ano, a cesta básica sorocabana também apresenta queda (-2,28%), período em que o IPCA-15 registrou alta de 0,77%. 

Os grupos de bens da cesta básica sorocabana tiveram, em fevereiro, as seguintes variações de preço em relação ao mês anterior: alimentação (-3,59%); limpeza (0,54%) e higiene pessoal (1,12%). 

Os produtos que mais contribuíram para a queda foram carne de boi de 1ª, frango, batata, alho e linguiça fresca. Dos 34 itens pesquisados, 24 apresentaram queda no preço. O alho teve a maior redução: 25,32%. Custava R$ 2,30 (200g) em fevereiro ante R$ 3,08 em janeiro. Entre 2016 e 2017, o preço do produto se manteve em patamar muito elevado, incentivando assim muitos produtores a ampliarem a sua produção, de acordo com o relatório da pesquisa. Este ano há uma super oferta. Junto com a importação do alho chinês e argentino, o preço caiu significativamente. 


A batata aparece em segundo lugar, com queda de 15,07%. O preço era de R$ 2,31 o quilo em fevereiro, para R$ 3,08 em janeiro. A batata subiu 14,31% de dezembro para janeiro e, agora, recua fortemente. Contudo, na comparação com fevereiro de 2017, ainda está 20% mais cara.

 

O biscoito de água e sal (200g) também está entre os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços em fevereiro, de 8,48%, para R$ 2,05. Com isso, o item já apresenta uma queda acumulada de 16% em 2018.

 

Outro produto que também teve redução no preço foi o frango. Em janeiro, o preço médio era de R$ 5,53 o quilo. Passou para R$ 5,14 em fevereiro, uma queda de 7,05%. O preço do frango apresenta a sua quarta queda consecutiva, atingindo assim um valor inferior ao registrado no mesmo mês do ano passado, quando era cotado a R$ 5,79.

 

O principal motivo para essas reduções de preços sucessivas é a "conjugação de menor demanda e uma oferta mais ampla, o que promove um arrefecimento de seu preço", de acordo com o relatório da pesquisa da cesta básica sorocabana.

 

Por outro lado, os produtos que tiveram as maiores altas de preços na cidade em fevereiro está a cebola (13,25%), para R$ 2,65 o quilo. O aumento é relacionado ao período de fim de safra em grandes regiões produtoras do País, além da concentração de chuva na área de plantio.

 

O feijão também apresentou alta, de 3,54%. Era vendido a R$ 3,80 o quilo em fevereiro ante R$ 3,67 em janeiro. Apesar do aumento, o feijão está 29% mais barato que no mesmo período de 2018, quando foi cotado a R$ 5,32. Sete itens variam mais de 100%

 

A pesquisa Olhômetro de Preços, também da Uniso e divulgada esta semana, mostra que sete produtos tiveram mais de 100% de diferença entre um supermercado e outro. O alho, que na pesquisa da cesta básica de fevereiro apresentou a maior queda de preço, oscilou 340%, de R$ 0,68 para R$ 2,99 a cada 100 gramas. O menor valor estava no Walmart.

 

A batata aparece como segundo item de maior diferença, de R$ 0,98 a R$ 2,99 o quilo (205%) -- menor preço no Paulistão. Em seguida vem o frango resfriado (1 kg), de R$ 4,39 a R$ 12,59 (187%), custando menos no Santo. A alface crespa (maço) oscilou de R$ 0,97 a R$ 2,69 (177%), com menor valor no Walmart. A carne suína (costela/1 kg) custava de R$ 8,90 a R$ 18,89 (112%) -- menos no Paulistão. Outros dois itens são cebola (108%) e sabonete 90 gramas (101%).

 

Os preços foram coletados na segunda e terça-feira, em cinco supermercados e hipermercados de Sorocaba. A pesquisa completa pode ser consultada no link www.uniso.br/laboratorios/labcsa/.

 

 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Sindicato da Alimentação de Sorocaba​


Tel: (15) 3339-9250------
E-mail: sindicato@sindalimento.com.br
Endereço​​​​​​: Rua Piauí, 105 - Centro
Sorocaba - SP 18035-580

Filiado a

Subsede Tatuí


Tel: (15) 3259-6055
Endereço​​​​​​: Rua Aureliano de Camargo, 35
 - Centro - Tatuí - SP 18271-130

Siga-nos

  • Facebook Social Icon
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Sindalimento

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now